Partido de Kirchner é derrotado nos maiores distritos em primárias da Argentina

0
299
 O partido da presidente Cristina Kirchner foi derrotado nos principais distritos argentinos, incluindo a estratégica província de Buenos Aires, nas primárias de domingo para as eleições legislativas de outubro, mas se mantém como maior força nacional e pode conservar sua maioria no Congresso.
"Houve uma onda nacional de votos contra o governo Kirchner. Em todos os âmbitos, fez escolhas ruins", disse à AFP o sociólogo Rosendo Fraga, da consultoria Nueva Mayoría.
No total do país, a Frente para a Vitória (FPV), partido de Kirchner, foi o mais votado com 5,9 milhões de votos, ou seja, 26,31%. Na eleição presidencial de 2011, a presidente havia sido reeleita com 54%.
Na Argentina "três em cada quatro pessoas votaram na oposição, embora esta esteja muito dividida", ressaltou Fraga.
A derrota mais dura foi na província de Buenos Aires, a principal do país, onde a opositora Frente Renovadora obteve 35,05% contra 29,65% da lista de deputados de Kirchner.
O prefeito de Tigre (periferia norte) Sergio Massa, ex-chefe de gabinete de Cristina Kirchner que passou para a oposição, venceu Martín Insarraulde, prefeito de Lomas de Zamora (periferia sul), que liderou a lista de pré-candidatos governistas neste histórico reduto peronista.
Diferentes forças da oposição foram as mais votadas nos importantes distritos de Córdoba (segundo maior), Santa Fe (terceiro) e Capital Federal (quarto).
Esses três distritos, mais a província de Buenos Aires, reúnem no total 62,7% dos eleitores aptos a votar na Argentina.
Nas eleições legislativas de 27 de outubro serão renovados a metade da Câmara de Deputados e um terço do Senado.
Jorge Giacobbe, da consultoria Giacobbe y Asociados, que previu a derrota governista, afirmou nesta segunda à AFP que "em outubro a derrota do governo será muito pior do que agora.
"Não tenho dúvidas de que muitas pessoas vão deixar (o kirchnerismo). É um fim de ciclo do governo", afirmou.
AFP

Leave a reply

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com

By continuing to use the site, you agree to the use of cookies. more information

The cookie settings on this website are set to "allow cookies" to give you the best browsing experience possible. If you continue to use this website without changing your cookie settings or you click "Accept" below then you are consenting to this.

Close